Brasão de Praia Grande  

quarta-feira
8 de julho de 2020

 
 
     
ADMINISTRAÇÃO
ASSISTÊNCIA SOCIAL
ASSUNTOS INSTITUCIONAIS
AVANÇA PG
CIDADANIA
CIDADE TOTAL
CONSELHOS MUNICIPAIS
CORONAVÍRUS - COVID-19
CULTURA
DEFESA CIVIL
DOWNLOADS
EDUCAÇÃO
ESPORTES
FINANÇAS
GABINETE
GALERIA DE FOTOS
GOVERNO
HABITAÇÃO
JORI 2018
JUVENTUDE
MEIO AMBIENTE
OBRAS
PLANEJAMENTO
PLANO DIRETOR
SAÚDE
SEGURANÇA
SERVIÇOS URBANOS
SERVIDORES
TRÂNSITO
TRANSPORTE
TURISMO
URBANISMO
Labedu traz nova relação com a leitura às escolas de Educação Infantil
EM Esmeralda dos Santos criou espaço para despertar interesse pelos livros
5/8/2019
 
No pátio da EM Professora Esmeralda dos Santos Novaes, no Bairro Quietude, uma parte específica chama a atenção de quem passa pelo local. Embaixo da árvore gigante feito com papéis, tapetes de E.V.A. e almofadas deixam o lugar mais aconchegante. As estantes repletas de livros completam a ambientação do espaço, que tem como objetivo atrair a atenção dos alunos e tornar a prática da leitura ainda mais prazerosa.

A unidade já trabalhava a importância da leitura com os alunos durante as aulas. Entretanto, após participarem das atividades propostas pela Organização Não-Governamental (ONG) Laboratório da Educação (Labedu) ler ganhou novo significado para alunos e professores. Os livros escolhidos e as histórias contadas passaram a ter um objetivo final, já trabalhando a relação de interpretação de texto com os pequenos.

Desde o ano passado, as 33 unidades de Educação Infantil participam das atividades propostas dentro do projeto Aprender Linguagem. No período de um ano e meio, diretores a assistentes técnicos pedagógicos (ATPs) participaram de 12 encontros que destacaram a importância da linguagem, oralidade infantil e incentiva à leitura. Ao retornar para a escola eram responsáveis a passar aos professores e funcionários a nova forma de trabalhar a prática de ler.

De acordo com a diretora da Divisão de Educação Infantil, Silvia Cinelli Quaranta, iniciativas como a realizada pela EM Professora Esmeralda dos Santos Novaes são alguns dos exemplos de novas propostas adotadas nas escolas. “As unidades apresentaram maior percepção referente a prática da leitura. Passaram a olhar o livro de uma outra forma, com uma leitura mais crítica e preocupada principalmente com a questão pedagógica”.

O olhar diferenciado para a prática da leitura já começou a apresentar resultados significativos. Prova disso, foi o desempenho dos alunos no Índice de Desenvolvimento da Educação Infantil (IDEI). “As crianças do Infantil I e II passam por avaliação no final de cada trimestre. Com o Labedu, essa prova passou a ser feita baseada em livros após a leitura com alunos. E os resultados apontados mostram um olhar mais crítico para a escolha da história e uma resposta positiva por parte dos estudantes”, completou Silvia Quaranta.

Para fechar o ciclo de ações do Laboratório de Educação em Praia Grande, na próxima segunda-feira (12) ocorre uma reunião entre as equipes do Labedu e da Secretaria de Educação (Seduc) para debater como foi a realização do projeto na Cidade. “Um dos grandes fatores como déficit de aprendizado no País diz respeito a interpretação de texto. Com o Labedu nós já trabalhamos essa questão com as crianças desde pequenos. O que ocasionará numa qualidade melhor de assimilação do conteúdo no futuro”, afirmou a diretora da Divisão de Educação Infantil.

As atividades realizadas pelo Laboratório da Educação beneficiaram, aproximadamente, 8 mil crianças das turmas de Infantil I e II. Praia Grande foi a primeira cidade da Baixada Santista a firmar parceria com a entidade. O município de Caieiras, localizado na Região Metropolitana de São Paulo, também recebeu a iniciativa ao longo do último ano.





    página anterior topo da página
Banco de Imagens
 
Pontos Turísticos
 
Câmeras
 
Ouvidoria
 
 
 

 HOME
 A CIDADE
 ESTRUTURA DE GOVERNO
 SERVIÇOS ONLINE
 NOTÍCIAS
 OUVIDORIA
 PORTAL DA TRANSPARÊNCIA
  Acompanhe Praia Grande
nas Redes Socias